Vollüspa – A revista de contos do fantástico!

Hoje um velho sonho renasceu, brotando das cinzas qual fénix mágica! Hoje finalmente vi um mero pensamento, mero sonho, ganhar forma e relevo. Há muito que tinha pensado partir para um projecto novo, não só para mim, também para o universo editorial português; Pequei talvez pela inércia com que fui desenvolvendo a ideia, que por muito tempo não passou de simples devaneio, encontrando ouvidos apenas na minha companheira de vida, que tanto escutou e aconselhou. A coragem para apresentar o projecto foi surgindo compassada. Passo a explicar:

Nasce hoje um conceito de revista muito próprio, atrevo-me a dizer que único (por desconhecimento de projectos semelhantes em Portugal); Falo-vos de uma revista de contos do fantástico que junta novas vozes a autores já consagrados. Novos textos de novos autores, de, quem sabe, novas estrelas que poderão brilhar na literatura. Sem ligar a críticas encartadas, sexo ou idade, apenas com base na qualidade das palavras que se conjugam para formar uma história mágica.

E hoje foi um dia especial para este projecto pois fui informado do interesse neste projecto por parte de uma pequena editora. Assim agora basta trabalhar para finalizar o projecto e para finalmente o apresentar em reunião com os editores; é aqui que vocês entram:

Sendo que uma das pretensões deste projecto é dar voz a novos autores deixo aqui neste espaço o desafio; Enviem-me os vossos textos, que esperam uma oportunidade encerrados na gaveta, dêem largas à vossa imaginação criando novas histórias e universos, sejam os primeiros a viajar neste novo caminho, sejam os primeiros a marcar esta revista.

Para pedirem informações ou para submeterem os vossos contos enviem e-mail para: Igdrasil@sapo.pt

Os textos terão de ser no estilo de conto, não ultrupassando as 15.000 palavras, tendo como limite mínimo as 8.000 palavras. Podem versar sobre qualquer dos sub-géneros do fantástico (terror, fantasia épica, sci-fi, etc…)

Agarrem o desafio, podem ser as novas estrelas a fazer brilhar a literatura fantástica!

Roberto Mendes

Esta entrada foi publicada em Fantasia, Vollüspa. ligação permanente.

12 respostas a Vollüspa – A revista de contos do fantástico!

  1. Joel Puga diz:

    Boa tarde

    Pode elaborar sobre o tipo de contos que procura e quais serão os critério de selecção para publicação? É que “qualidade” é um termo bastante subjectivo.

  2. gendo diz:

    Epá não me contaste nada sobre isto! Quando vier dos Açores quero ficar a saber deste assunto até ao mais ínfimo detalhe!

  3. Francisco Norega diz:

    Interessante…
    Acho que falta em Portugal uma revista de fantástico que se consiga manter “activa” para além dos primeiros números. Já tinha pensado num projecto semelhante, mas não tenho “estofo” para isso (ainda). Mas se precisares de ajuda estou completamente à disposição😉
    (Acho que em português, do mesmo género, só existe mesmo a , que tem andado meio parada.)

    Quanto aos contos que aceitarás, não achas que deverias “baixar” um pouco o limite mínimo um bocadito? Aí para os 4000 ou 5000? É que com os limites que tens, com 5 contos fazes uma revista do tamanho de um (pequeno) romance :S
    E quanto a sub-géneros mais marginais, dentro do já marginal género fantástico, o que aceitas?

    Parabéns pela iniciativa. Boa sorte😉 E já sabes, estou à disposição =P

    PS: Pode-se saber que editora é essa?

  4. Igdrasil diz:

    Caro Francisco:
    Quanto à editora é a corposeditora do Porto; A mesma editora que publica os livros, por exemplo, da Carla Ribeiro.

    Pois, vou tentar diminuir o limite,sendo que o meu limite de páginas possiveis para a primeira edição ronda as 200 páginas, talvez consiga encaixar neste número um conjunta significativo de textos.

    Agradeço a ajuda oferecida, se precisar não hesitarei em contactar-te, aquilo que pretendo com este projecto é a união dos apaixonados pela literatura, especialmente pelo género do fantástico e seus subgéneros, assim serão bem vindos quaisquer conselhos ou opiniões, desde que construtivos;

    Referes os sub-géneros “marginais”…estou disponível para receber qualquer tipo de texto desde que com alguma conexão com o fantástico, seja ele considerado marginal ou menor, para mim todos os géneros têm as suas virtudes e defeitos, nenhum é superior.

    Fico à espera de um conto da tua autoria:)

    Qualquer outra dúvida já sabes, é só dizeres…

    Espero conseguir levar o projecto a bom porto;

    Ah, quanto a prazos eu pretendo ter a reunião final em Setembro mas tudo depende dos trabalhos que receber!

  5. Igdrasil diz:

    Caro Joel Puga:

    Um dos critérios será, e forçosamente teria de ser, a qualidade dos textos apresentados; Por qualidade entende-se:

    – Português correcto;
    – Capacidade de cativar o leitor;
    – Capacidade de embrenhar o leitor no texto;
    – Originalidade (será de evitar as “colagens” a universos de outros autores; não serão permitidas fanfic’s de qualquer obra)

    Não serão critérios de selecção :
    – idade (desde que o texto seja bom não interessa se o autor tem 13, 14, ou 90 anos)
    – Sexo
    – Não será dada maior atenção aos autores já com obra editada do que aos novos autores;

    Todos os textos serão alvo de avaliação cuidada e imparcial;

    Espero ter conseguido especificar os critérios; Qualquer dúvida não hesite em me contactar;

  6. Igdrasil diz:

    Brother Gendo:

    Irei explicar-te tudo quando estivermos juntos de novo; Vais ver que tenho umas ideias interessantes para que o projecto seja empregnado de originalidade;

    Abraço

  7. Rita Rosado Comércio diz:

    Meu companheiro de vida,

    PARABÉNS!!!
    É com imenso orgulho que a teu lado vejo esse sonho começar a ganhar forma, é com imenso orgulho que vejo que, passo a passo, caminhas para a vitória dos teus projectos que sei que com a garra, ambição, sonho e magia que te caracteriza tu conseguirás alcançar!!!

    A Vollüspa será certamente o primeiro de muitos projectos com que conseguirás “tocar” aqueles a quem a literatura já ilumina e encaminha mas espero também que consigas, e acredito que sim!!!, abraçar com este projecto pessoas mais afastadas ou com pré-conceitos errados daquilo que é o género fantástico na literatura.

    Agora é tempo de unir esforços, de reunir contos e página a página erguer este sonho para partir depois para o Porto com a magia na pasta e no coração:p

    1 Beijo,
    Rita Rosado Comércio

  8. Francisco Norega diz:

    200 páginas, hein? Bom, bom! Nesse caso o limite é “aceitável” =P De qualquer forma, acho que contos mais pequenos também tê muito para dar😉 (Até porque dentro desses limites não são contos, são noveletas :p)

    Quanto a receberes algum conto da minha autoria… Acho que dentro dos limites que impuseste não tenho grandes possibilidades (ou porque não estão acabados ou porque são demasiado pequenos). Por outro lado, estou aqui a ter uma ideia… hummm…

    PS: E quanto a artigos/ensaios sobre o género e criticas a livro fantásticos, aceitas?
    PPS: Publiquei um artigo no TecnoFantasia🙂 O meu primeiro não amador =D Podes ver no seguinte link: http://www.tecnofantasia.com/cgi-bin/tfmaint.cgi/01/00/T1214293799
    (PPPS: Não sei o que é que aconteceu com o outro link… Eu pus o html correcto para ficar só a palavra “Phantastes” linkada…)

  9. n.fonseca diz:

    Antes do mais parabéns pela iniciativa. Como por enquanto, dedicadas ao género fantástico, só existem duas revistas, a NOVA e-zine e a Bang! (esta foi a última a existir em formato papel), o resto tratando-se de sites e blogs pessoais, e uma ou outra revista especializada que publique a ocasional ficção gótica, é de saudar que surjam mais iniciativas.

    Já que ninguém o fez, ponho a pergunta mais importante para quem escreve: haverá pagamento de alguma espécie para os direitos de publicação? O facto de o projecto poder ser apoiado por uma editora é fulcral para isto, e deus sabe como faltam instâncias profissionais para os autores portugueses.

    Muito sucesso com o projecto!

  10. Igdrasil diz:

    Caro n.fonseca:

    Pelo menos no primeiro número da revista nenhuma compensação pecuniária será possivel; No futuro, dependendo do sucesso do projecto, tal será considerado;

    Obrigado

  11. Francisco Norega diz:

    n.fonseca,
    existem muitas mais brasileiras, e um novo número da portuguesa Phantastes está para sair este Verão😉

  12. n.fonseca diz:

    olá francisco,
    o mercado brasileiro queixa-se mas não está assim tão mal. Por cá é que fazem falta as iniciativas, pois ainda são poucas. Mas o regresso da Phantastes, de há muito adiado, é uma excelente noticia para toda a gente. Cada um vai fazendo o que pode e fantasticamente levamos isto em frente!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s