David Soares, “Entre a História e o Fantástico”

A mais recente edição da revista literária Os Meus Livros devota três páginas ao autor David Soares, nomeando-o como o “mais importante escritor de Fantástico português da actualidade.” A merecer pelo menos uma vista de olhos.Actualização: só agora soube, como assinante da OML, que se trata do último número desta revista, da missiva que recebi:

(…)a situação económica que o país atravessa teve como consequência uma diminuição muito significativa do investimento publicitário na revista (…) não sendo viável manter a edição em papel.

Esta entrada foi publicada em Autores Portugueses. ligação permanente.

5 respostas a David Soares, “Entre a História e o Fantástico”

  1. Leonor diz:

    Mais depressa leio sobre o a Alice no País das Maravilhas, pois discordo por completo da afirmação sobre o David Soares. No meio de escritores como Filipe Faria, Sandra Carvalho ou Madalena Santos, mais novos mas mais interessantes, mais depressa destacaria qualquer um destes, principalmente pela simpatia nas sessões de apresentação de livros/autógrafos do que o David.

    E o artigo “Gloria Postuma” também parece interessante😉

  2. Alguém diz:

    Importante não sei, mas o mais pretensioso e arrogante é bem capaz de ser.

    Ele que deixe de (…)expressão retirada pelo editor por ser ofensivo à ordem e aos bons costumes(…) para os amigos e aprenda a escrever histórias.

    Gajos como ele deviam era ser recambiados à patada para a época vitoriana de onde nunca deviam ter saído. Mal por mal, mais vale ver as pessoas a lerem “lixo” comercial que as merdas snobes e pseudo-intectoides que estas criaturas expelem.

    Em vez disso, temos manchetes destas. Mas isto aqui são cunhas do Seixas, que é farinha do mesmo saco. São os cães de guarda do fantástico (ou pincha-gigantes, que é o que mais parecem) em acção, a tentar recuperar o controlo de algo que não têm o direito de controlar.

    E se o Soares, ao ler isto, não gostou, azar. Aprenda a respeitar os outros que talvez o respeitem a si. E, já agora, veja lá se compra mais um dois neurónios pelo caminho.

  3. ashf diz:

    Acho que não se deveriam “censurar” as invectivas, ainda que mais gráficas.

    O David Soares é manifestamente um caso de boa promoção por parte da editora que o publica.

    Na realidade é estranho entender em que género ele se “filia” afinal. Isso claro nem seria importante se ele realmente fosse o génio que alguns tem anunciado.

    Como não o é, seria interessante perceber se o que escreve é fantasia, romance histórico, horror, suspense ou outra coisa qualquer, só para entender o que reclama ele afinal.

  4. Eu conheço pessoalmente o David – pode não ser o Lovecraft português… mas não falta inveja por aí!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s